Há alguns meses, eu topei com um projeto chamado Mike Shea, mais conhecido pelo blog SlyFlourish. Basicamente, é uma página ultra-simples que agrega feeds de vários blogs que tratam de Dungeons & Dragons 4e, em inglês. Existem muitos sites que produzem material ou escrevem sobre 4e mundo afora (em especial nos EUA e no Canadá) mas o Mike Shea selecionou os melhores e colocou-os todos juntos para que os consumidores desse material pudessem ter tudo num único feed (ou através de e-mail diário de compilação, recurso implementado depois que pedi isso a ele).

Foi quando olhei para onde moro (o Brasil), e me dei conta de que não lia praticamente nada sobre 4e em português. Então pensei “por que não fazer o mesmo para o Brasil, e talvez para Portugal?” Como não encontrei um motivo para não fazê-lo, meti a mão na massa.

A realidade dos blogs de RPG brasileiros é bem diferente da dos EUA. Dificilmente temos blogs específicos de um único sistema, e o material de 4e está espalhado em blogs multi-sistema (exceção feita ao Rolando 20 e ao Tomo 4e, mas este último parece estar fora do ar). Então meu trabalho não foi tão simples quanto o do Mike Shea (que me ajudou bastante no começo, explicando como fez). Mas eventualmente consegui juntar um número de blogs que produzem material regularmente sobre D&D 4a. edição e criei o “Blogs de Dungeons & Dragons 4a. Edição”, ou Blogs4e.

De início, meu objetivo era fazer um feed para que eu pudesse ler esse material sem ter que ficar assinando dezenas de feeds (e, pra falar a verdade, gosto de receber por e-mail, mas o Google Reader é uma ferramenta super-prática também), mas não há realmente motivo algum para eu não divulgar o projeto. Afinal, pode ter muita gente por aí que lê alguns blogs sobre 4e mas nem faz ideia de que há muitos outros. Por isso, estou divulgando o Blogs4e onde e sempre que posso.

A ideia não é roubar leitores desses blogs, muitíssimo pelo contrário, é homogeneizar o acesso dos interessados em D&D 4e a todo o material produzido com qualidade em língua portuguesa. Por isso exibo apenas um excerto de cada postagem — para ler tudo e para comentar, o leitor irá acessar o texto no blog original. O Blogs4e revela todo seu potencial se utilizado através de feed ou se recebimento por e-mail; minha meta é a conveniência: ao invés de acessar dezenas de blogs à procura de material relevante, você só precisa assinar um único feed e receber tudo num único lugar (leitor de feeds ou e-mail), onde você pode ler os dois primeiros parágrafos de cada postagem e decidir se ela é interessante — se for, você clica no título da postagem (ou no atalho “leia mais”) e é levado ao texto original e integral, onde também poderá comentar a postagem.

O projeto já não é mais um projeto, está pronto e o único tipo de manutenção que darei nele é acrescentar mais feeds. Estou tendo problema com alguns blogs porque seu material de 4e está separado em tags e/ou categorias que seus feeds não discriminam. Mas já entrei em contato com seus donos para ver se criam feeds só para aquele conteúdo para mim. E, se você que lê isto, possui ou conhece um blog que eu não coloquei lá noBlogs4e, escreva para mim! Lá no Blogs4e tem um e-mail de contato, e aqui nos comentários desta postagem também é um bom lugar. Avise-me se estou deixando passar algum blog que produz textos para a 4a. edição do Dungeons & Dragons, por favor!

Marcelo foi criança nos anos 80, então videogame pra ele é Sega, RPG é HeroQuest e calçado é All Star. Lê ficção especulativa sempre que pode, de preferência David & Leigh Eddings, Anne McCaffrey e John Scalzi. Evita TV como a peste — exceto se estiver passando Jornada nas Estrelas ou Supernatural. Gosta mais de cães do que de gente e abandonou a carreira de professor secundarista de História para pesquisar história da saúde pública na Escola de Enfermagem da USP de Ribeirão Preto.

Facebook Twitter Google+ Flickr Vimeo Skype  

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE
%d blogueiros gostam disto: