Salve, salve, minha galera nerd desse Brasil rpgístico! Cheguem mais e sejam muito bem-vindos a mais uma passagem pela nossa taverna! Peguem o seu banco mais confortável e se acheguem aqui perto da fogueira.

Aproveitando todo esse lance já conversado entre nós sobre os nossos queridos bardos e em especial sobre Orfeu, que na minha opinião é o maior bardo de todos os tempos, falaremos hoje sobre como a música pode auxiliar em uma campanha de RPG.

Conversando com alguns amigos mestres da antiga, aquele pessoal que, como eu, joga RPG desde a adolescência – e isso já faz algum tempo – percebi que muitos deles utilizam um fundo musical em suas mesas, mesmo que seja somente nos momentos de batalha e em alguns pontos cruciais do desenrolar do jogo.

A experiência musical é algo que acompanha os seres humanos desde os primórdios de sua existência e através desses sons ritmados trocam-se mensagens e geram-se emoções. Quem aqui não escuta um determinado tipo de música quando está com um humor específico? A música provoca emoções dependendo de uma combinação de ritmo, harmonia, melodia, timbre, volume. Músicas com um timbre mais grave e um andamento mais lento e pesado tendem a gerar expectativa e assim por diante.

Além do mais, usando fundos musicais em batalhas, por exemplo, faz com que as deixemos muito mais épicas e memoráveis. Imaginem só o seu grupo de aventureiros na famosa Tumba do Lynch esperando o que está por vir a cada esquina, se embrenhando cada vez mais fundo nos mistérios que a cercam… Nessa hora o jogador já está tenso por natureza e, se colocarmos uma música de suspense à lá filmes de Alfred Hitchcock, a emoção será triplicada.

© 2006 Patrick Reilly

Imaginem que o seu grupo de aventureiros está cercado por uma horda de mortos-vivos e está quase entregando os pontos quando, lá no horizonte, eis que surge um clérigo segurando o mais elevado possível o emblema de seu deus (e ele odeia mortos-vivos) vindo correndo para dar uma mãozinha! Uma trilha sonora épica tipo Senhor dos Anéis vai dar uma animada no jogo e um boost impressionante nos jogadores. Garanto que eles vão jogar com tanto ânimo que vasculharão cada pedacinho do terreno em busca de mais presas.

Então, meus companheiros de taverna, aqui fica a dica de como dar um up naquele nosso jogo que anda meio morno e como começar uma aventura épica daqui pra frente. Deixo o mural de recados a disposição de todos e, para matar a curiosidade desse bardo que aqui vos conta sempre uma novidade, gostaria de saber a experiência de cada um com músicas em mesa de jogo.

Um forte abraço e até a próxima! Espero que tenham gostado dos salgadinhos, quem fez foi o estagiário (é dia de folga da tavernete). Nos vemos por aqui, na mesma taverna de sempre!

Um nerd normal, que sabe um pouco de Latim, pesquisa Idade Média e escreve bastante. Professor por vocação, tenta gerar pensamento crítico na cabeça dessa molecada dando suas aulas doidas de Produção Textual, Português e Literatura. Amante de uma boa cerveja e um ótimo papo com a galera.
Adsum! Estamos presentes!

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE
%d blogueiros gostam disto: