Quatro novidades que você pode ter perdido no mês de Março: Fields of Gore já é um sucesso, GenCon pode sair de Indianápolis, terceira edição de Cave Troll e Pirates of the 7 Seas.

Transcrição:

O financiamento de Fields of Gore já é um sucesso.

Fields of Gore, o jogo de miniaturas da Riachuelo Games ainda vai durar mais de um mês em financiamento coletivo no Kickante e já atingiu sua meta. Com o Fields of Gore, a empresa procura trazer pro Brasil o prazer desse tipo de jogo, que mistura o mais tradicional jogo de mesa, o miniature wargame, com o prazer da personalização de suas próprias peças através da pintura das miniaturas que você mesmo faz.

O jogo terá atualizações contínuas com histórias que desenvolverão o mundo de Devonia. O primeiro livro, parte do financiamento inicial, se chamará Guerra de Osso e Carne, e trará as regras básicas e uma aventura introdutória. O Kickante do jogo tem um monte de diferentes níveis de financiamento, cada um lhe dando um tipo de exército básico diferente, como humanos, esqueletos, orcos e miniaturas especiais que representam personagens importantes no universo do jogo. O esforço de financiamento coletivo também inclui pacotes voltados para lojistas.

Eu sei muito bem que wargaming é um passatempo caro, mas não é com qualquer jogo que você se diverte muito antes de começar a jogar. Pintar miniaturas pode ser uma cachaça e a qualidade das esculturas que a Riachuelo Games está mostrando em Fields of Gore é de um nível que eu nunca vi no Brasil.

Fonte: http://www.kickante.com.br/campanhas/fields-gore

❉ ❉ ❉

A GenCon pode sair de Indiana por conta de legislação discriminatória.

Numa carta aberta ao governador do estado de Indiana, a companhia dona do nome Gen Con se declarou conta a proposta de lei 101. Se tornada lei, a proposta protegerá judicialmente a discriminação de casais do mesmo sexo em estabelecimentos comerciais através da recusa de serviços por motivos religiosos — em outras palavras, comerciantes poderão recusar a atender casais LGBTQ sem que isso seja considerado crime de discriminação.

Na carta, Adrian Swartout, o CEO da GenCon LLC lembra o governador que a convenção já injetou mais de 50 milhões de Dólares na economia de Indiana e que boa parte desse dinheiro sai dos bolsos da diversidade dos atendentes da convenção. Se a lei passar, Swartout diz que a GenCon irá repensar continuar no estado após o término de seu atual contrato, que vai até 2020.

Sair de onde está em Indianápolis não é algo tão estranho à GenCon, que foi pra lá em 2003 mas já aconteceu na Califórnia, em Nova Jérsei, na Pensilvânia e em Wisconsin desde suas humildes origens nos anos 1960.

O gabinete do governador de Indiana declarou que não há mudança em sua decisão de assinar a lei se a proposta passar no legislativo do estado. Que vergonha, Indiana. Que vergonha.

Fonte: http://www.purplepawn.com/2015/03/gen-con-threatens-to-leave-indiana-over-proposed-legislation/

❉ ❉ ❉

Cave Troll ganhará uma terceira edição.

O jogo de 2002 do designer Tom Jolly vai ganhar uma terceira edição mais pro fim do ano. O jogo de caça ao tesouro e posicionamento estratégico já havia sido relançado pela Fantasy Flight em 2006 sob o selo Silver Line e voltará ao catálogo da empresa mais uma vez.

Em Cave Troll, de dois a quatro jogadores controlam tanto heróis quanto monstros numa dungeon labiríntica com o objetivo de acumular tesouros (tarefa dos heróis) e proteger salas cheias deles do ataque de heróis de outros jogadores (atribuição dos monstros). Tanto heróis quanto monstros possuem habilidades especiais que podem ser ativadas através de cartas ou eventos específicos. O jogo tem partidas bem rápidas, raramente passando de uma hora de duração.

Ilustrações liberadas pela Fantasy Flight sugerem que a terceira edição de Cave Troll usará as mesmas miniaturas da segunda edição, com nova arte mais colorida e vibrante nas cartas, fichas e tabuleiro. O preço sugerido será de 35 Dólares.

Fonte: https://www.fantasyflightgames.com/en/news/2015/3/27/cave-troll/

❉ ❉ ❉

Um jogo pirata pela IDW.

O braço de jogos de caixa da editora de quadrinhos IDW irá testar seu valor lançando um jogo com mecânicas pouco usuais com um tema bem familiar: piratas!

Nas prateleiras em Agosto, o jogo Pirates of the 7 Seas é dos designers Oleksandr Nevskiy e Oleg Sidorenko e usará a própria caixa do jogo como tabuleiro. Cada partida deve levar entre 45 e 60 minutos, começando com cada jogador secretamente escolhendo um personagem. À medida que cada um revela quem escolheu, começam uma série e aventuras envolvendo todos os jogadores. Os dados do jogo também são os navios dos piratas, o que significa que onde eles caem no tabuleiro é tão importante quanto o número que eles mostram.

A IDW Games começou a soltar jogos de caixa em 2014 fazendo uso de licenças de seu braço de quadrinhos, como Kill Shakespeare, 30 Dias de Noite e Chew, usando a experiência em design e distribuição da Pandasaurus Games.

Fonte: http://icv2.com/articles/news/view/31262/innovative-pirate-game-idw-games

❉ ❉ ❉

E por hoje é só. Você acabou de assistir o Notícias da Terceira Terra, um programa semanal com quatro notícias selecionadas por mim e retiradas do mundo dos jogos de caixa, RPGs e video games. Até semana que vem!

Marcelo foi criança nos anos 80, então videogame pra ele é Sega, RPG é HeroQuest e calçado é All Star. Lê ficção especulativa sempre que pode, de preferência David & Leigh Eddings, Anne McCaffrey e John Scalzi. Evita TV como a peste — exceto se estiver passando Jornada nas Estrelas ou Supernatural. Gosta mais de cães do que de gente e abandonou a carreira de professor secundarista de História para pesquisar história da saúde pública na Escola de Enfermagem da USP de Ribeirão Preto.

Facebook Twitter Google+ Flickr Vimeo Skype  

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE
%d blogueiros gostam disto: