Você sabia que jogos de tabuleiro têm continuações? Pois é, eu também não. Pois o jogo de tabuleiro “The Walking Dead”, que a Criptozoic Entertainement lançou em 2011 recebeu uma continuação. Chamado “The Walking Dead – The Best Defense”, esta é uma nova oportunidade para você adquirir um jogo baseado na série de TV com mais zumbis por metro quadrado que já apareceu na TV.

Importante ressaltar que “continuação” não significa que você precisará ter jogado o jogo anterior; jogos de tabuleiro não funcionam assim. A Cryptozoic simplesmente decidiu lançar um novo jogo ao invés de reeditar o anterior. O que pode ser estranho, se você considerar que “The Walking Dead” de 2011 foi o jogo mais bem-sucedido da empresa famosa por seus jogos baseados em quadrinhos, filmes e TV. Mas faz muito sentido: um novo jogo não só atrairá a atenção daqueles que perderam o primeiro, mas também venderá para quem possui o outro jogo.

“The Walking Dead – The Best Defense” (que tinha o título provisório de “The Walking Dead – Road to the Prison” quando fora anunciado em Fevereiro) se passa entre a segunda e terceira temporadas da série da HBO inspirada nos quadrinhos criados por Robert Kirkman, Tony Moore e Charlie Adlard, e publicados nos EUA pela Image Comics. Os felizardos que estiveram na GenCon 2013 puderam jogar algumas demonstrações do jogo. Basicamente, é um jogo de tabuleiro cooperativo em que os jogadores, no comando de personagens da série, precisam preparar as defesas e juntar recursos para sobreviver a uma dúzia de rounds contra os zumbis. Se sobreviverem, todos ganham. Se falharem, todos perdem. Mas há elementos de conflito no jogo também, como não poderia deixar de ser em qualquer jogo de apocalipse zumbi em geral ou The Walking Dead em particular: cada rodada tem um líder, cujas ações podem ser desafiadas por outros jogadores — por um preço. O jogo também contará com dois modos, iniciante e experiente, além de um tabuleiro montável que permite que cada jogo seja diferente do anterior, provavelmente não muito diferente de outros jogos com zumbis, como Last Night on Earth, Zombicide e City of Horror.

Particularmente, gosto muito de jogos que, apesar de cooperativos, possuem um elemento de conflito. Infelizmente esses jogos requerem um bom número de jogadores maduros, que não vão levar decisões de outros jogadores pro lado pessoal. A parte de número de jogadores parece ter sido resolvida pela Cryptozoic: o jogo é recomendado para 1 a 4 jogadores. Fico curioso para saber como esse jogo seria jogado “solo” — não que isso seja raro; de Wrath of Ashardalon da Wizards of the Coast a Arkham Horror da Fantasy Flight Games podem ser jogados, e muito bem, por apenas um jogador. Mas é sempre excitante ver como os autores montaram as regras de modo que fique interessante se jogado sozinho tanto quanto com quatro pessoas em redor da mesa.

The-Walking-Dead-Board-Game-The-Best-DefenseInformações da caixa:

Número de jogadores: 1 – 4
Idade: 15 ou mais
Tempo de jogo: 30 a 45 minutos
Sugestão de preço: US$ 40.00

Previsão de lançamento: 31 de Outubro de 2013.

Fontes: ICv2.com, Purple PawnCriptozoic Entertainement.

Marcelo foi criança nos anos 80, então videogame pra ele é Sega, RPG é HeroQuest e calçado é All Star. Lê ficção especulativa sempre que pode, de preferência David & Leigh Eddings, Anne McCaffrey e John Scalzi. Evita TV como a peste — exceto se estiver passando Jornada nas Estrelas ou Supernatural. Gosta mais de cães do que de gente e abandonou a carreira de professor secundarista de História para pesquisar história da saúde pública na Escola de Enfermagem da USP de Ribeirão Preto.

Facebook Twitter Google+ Flickr Vimeo Skype  

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE
%d blogueiros gostam disto: