Dando continuidade às traduções encontradas durante as escavações, sigo com o que suponho ser o próximo capitulo.

Uma breve estadia

Estou hospedado em um pulgueiro e não consigo dormir, por isso resolvi escrever mais um pouco. Um bando de bêbados e putas. Achei que poderia ser um pouco melhor nessa região, mas também, o que queria eu, um lugar que eu consiga passar desapercebido ? Consegui! Aqui cada um só liga pro seu próprio umbigo e para não ser roubado por qualquer um.

Mas não posso reclamar. No primeiro dia, após “adquirir” algumas moedas e poder tomar finalmente um mijo de rato que vendem nessa estrebaria que passa por taverna, fui conhecer a vila onde cheguei.

Precisava arrumar algo para fazer, ou continuar seguindo meu caminho. Aqui não é um ponto onde se estabelece moradia, não de bom grado pelo menos. Os mendigos não aguentariam a viagem até a próxima cidade, os bêbados não teriam dinheiro e as putas seriam mortas pelos cafetões antes de chegar na borda da cidade, se tivesse sorte …

Sorte, karma,  ou coincidência, não sei. Mas sei que muito do que  acnteceu a seguir foi um pouco de manha e astúcia da minha parte. Consegui descobrir nas ruas e nos becos da região informações que uma fragata de navios estaria de partida para regiões ermas, desconhecidas e possivelmente inabitadas. E por isso um lorde ou alguns barões da região de Vilaverde, seja la onde for, estariam enviando populares e corsários para estabelecer uma colônia neste novo mundo.

Consegui intimidar um dos viajantes que estaria embarcando no Borkum Riff, um galeão que faz parte da frota, e “comprar” o seu lugar. Também pude aprender que, devido a falta de controle desses corsários, não faria diferença nenhuma um Robrenno tomar o lugar de outro tripulante. Contanto que eu vá para o mais longe possível, tudo é válido.

O navio parte amanha de manhã e parece que terei 3 semanas de viagem pela frente. Espero não ter que aprender a nadar nesse meio tempo!

Já comecei a tradução do próximo capitulo, mas achei interessante publicar essa pequena introdução para salgar a boca dos meus leitore para o que esta por vir. O texto é curto, e muito das coisas no meio estão ilegiveis ou ainda não consegui a tradução. Caso essa situação mude, publicarei adendos especificando a cronologia dos textos.

Yastromo

Formado em Ciências da Computação e aficionado por ficção e fantasia escreve desde contos e histórias até análises de regras de sistemas ou mundos reais ou imaginários.

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE
%d blogueiros gostam disto: