Fonte utilizada para a pesquisa: Star Wars: The Annotated Screenplays por Laurent Bouzereau

Esse artigo nasceu de uma reflexão que muitos fãs fazem, mas ignoramos por um bem maior:  manter nossa sanidade. Mas me animei a partir de uma conversa breve com o DM Rafael do Holocast e resolvi fazer esse artigo que é uma espécie de exercício de reflexão. O mote aqui é: esqueça o que sabe da “nova trilogia” e puxe pela memória o que de fato, você achava que estava passando pela cabeça de Obi-Wan quando ele conta para Luke, sobre a vida, o universo e tudo o mais.

O que friso aqui é a dissonância entre o background nos apresentado no filme original e o apresentado depois aos fãs, formado por uma disforme colcha de retalhos.

A cena é essa: o primeiro contato entre Luke e Obi-Wan, quando ele resgata o rapaz e o leva para o casebre sinistro no meio do deserto. Narrativamente falando, esse é um momento crucial onde o personagem dará ao espectador todo o pano de fundo daquele universo em que a obra se passa. É um recurso usado em todos os filmes, a diferença é que ele pode ser usado de três formas distintas ou combinados entre si:

– Um personagem conta uma história para nosso herói ingênuo (que é nosso avatar na tela);

– Um narrador explica “em off” o que diabos está acontecendo; ou

– Uma tela surge com um texto explicativo do cenário (o recurso mais utilizado por filmes de orçamento apertado, o próprio Star Wars utilizou desse recurso na cena inicial pelo mesmo motivo).

Agora, vamos analisar friamente cada uma das falas e quais são as implicações das mesmas:

1.ª afirmação: Que o pai de Luke não é quem ele pensa, ele não era um simples operário e sim um herói lendário durante o período de guerra.

Como soa: que o pai de Luke foi um soldado que realizou feitos que influenciaram drasticamente a balança dos conflitos. Tio Owen escondeu esse fato para não inflar Luke com delírios de grandeza. Isso nos remete também de que havia um vínculo forte entre Anakin e os tios (Kenobi diz: “seu tio discordava dos ideais de seu pai”) Como sabemos, tio Owen ficou traumatizado com a linha de eventos e com o final trágico que Anakin sofreu. Deixando-o amargo até o final de seus dias, quando foi morto pelas consequências diretas dos atos de Anakin, apenas provando que ele estava certo o tempo todo.

Como destoa na trilogia nova: Anakin nunca estabeleceu esse vínculo forte com os tios de Luke. Diga-se de passagem, com ninguém. Os tios apresentados na nova trilogia não possuem importância nem carisma para estabelecer tamanho laço. E mais: Anakin nunca foi mostrado como um herói. Era um rapaz impetuoso e idiota. Que ideais são esses que criavam dilemas entre Anakin e tio Owen? Parece até mesmo que tio Owen era um rapaz com sonhos de carreira militar e que talvez desistiu de entrar na guerra, quando viu suas consequências ou o rumo que ela estava tomando. Mas enfim, nunca saberemos…

Em seguida Luke pergunta: “E você lutou nas Guerras Clônicas?”

2.ª afirmação: “Sim, lutei. Fui um jedi juntamente com seu pai.”

Como soa: o olhar nostálgico de Obi-Wan nos remete experiência e camaradagem, dando a entender que eles tinham talvez a mesma faixa etária, lutaram diversas batalhas ombro-a-ombro, celebraram junto, sofreram junto. Além disso, os jedi pareciam ser uns paladinos honrados. Agentes de mudanças, que auxiliavam a galáxia em tempos de conflito.

Como destoa na trilogia nova: os jedi do Conselho são uns idiotas, servos do Senado e pseudo-politizados. Além disso, George Lucas achou uma ótima idéia eles se vestirem como colonos. Mas por que isso? Para passar idéia de humildade? Em nenhum momento da trilogia nova eles agiram humildemente, nem mesmo pregaram sobre ensinamentos dessa virtude! Agiram como idiotas plenos, isso sim! Se os jedi eram a elite, renomados paladinos, figuras míticas, o que os impediria de usar armaduras, capas, elmos, brasões, como um templário espacial, algo assim? Por fim, temos que engolir que esse tempo todo, Obi-Wan estava em Tatooine, em suposto sigilo e exílio, DISFARÇADO de jedi? Isso não faz sentido algum!

71efb54780b4148059923c57271a20baAdendo: e que diabos foram as Guerras Clônicas? Se fosse uma guerra genérica, Obi-Wan teria dito que apenas “seu pai lutou na guerra”, mas ele foi específico, logo, entendemos que George Lucas já tinha uma idéia minimamente formada do que foi essa campanha militar, olhando no Star Wars: The Annotated Screenplays, encontramos o seguinte: as Guerras Clônicas formam um conflito entre casas mercantes, regida por clones dos fundadores, em que cada casa manteria monopólio de recursos naturais. Os jedi se envolveram quando os mandalorianos foram contratados como mercenários para destruir as casas mais poderosas. O próprio Lando (que tinha o sobrenome Kadar) seria um regente sobrevivente dessas Casas e um clone de seu avô, fundador da casa na época das guerras. Assim, essas casas mercantes teriam um papel político no Senado. Bem melhor, não é verdade? Dizem que George mudou, pois estava muito semelhante a Duna, mas confesso que a trama soa mais enxuta. E plágio por plágio, ele fez seu próprio Arrakis, não é verdade?

3.ª afirmação: “Ele era o melhor piloto estelar da galáxia.”

Como soa: Anakin já estava no auge de sua carreira militar e seus feitos no esquadrão deveriam ser notáveis. O MELHOR da galáxia! Imagine os feitos que uma pessoa tem que realizar para receber esse renome! Algo digno de Jack Campbell e sua saga Lost Fleet com certeza.

Como destoa na trilogia nova: cara, essa é boa! Não me venha falar que ele estava se referindo à uma pod race clandestina! Qualquer pessoa sensata sabe que se fosse essa a referência, o tom teria sido obviamente diferente. E ele enfatiza: melhor piloto estelar! Anakin nunca foi mostrado como um grande piloto! Sempre fazia merda no espaço e quando destruiu a nave de controle da Federação do Comércio, foi por acidente. Mas oh, e ele pousou um cruzador avariado. Que grande piloto né?

4.ª afirmação: Obi-Wan ainda completa: “Um guerreiro astucioso.” (hahahahaha)

Como soa: porra, esse Anakin deve ter sido um puta samurai/templário/ninja! Eu como criança imagina um cara muito fodão e comedor, derrotando seus inimigos com sagacidade e frieza, porém mantendo uma postura de honra e respeito aos seus inimigos.

Como destoa na trilogia nova: Anakin nos foi mostrado como uma criança chata e um jovem chorão. Desobediente e irritante. Astucioso nunca!

5.ª afirmação: “Era um bom amigo.”

Como soa: como mencionei, sempre imaginei esse laço como um irmão de armas durante uma campanha nas trincheiras, como via nos filmes de guerra com meu pai e nos documentários. Alguém que te de cobertura na batalha e suporte nas horas difíceis.

Como destoa na trilogia nova: Anakin cresceu como um emo mimado e abobalhado. Nunca obedeceu ou confiou em Obi-Wan, deixando o mestre para resolver “mil tretas” sozinho. Enfim, nada que justificaria aquela essa afirmação.

6.ª afirmação: “Seu pai queria que recebesse isso quando estivesse adulto, mas seu tio não permitiu.”

Como soa: bom, essa fala é muito clara, ora! Vou deixar escrito a cena correta para quando o George Lucas ler esse texto, ficar com inveja:

EXT – PLANETA VULCÂNICO – NOITE

Anakin está caído no chão, com as pernas mutiladas pelo sabre de luz de Obi-Wan. A armadura de oficial que Anakin veste está sem energia, só faz peso agora. Obi-Wan olha o antigo aliado com o rosto sujo de fuligem. Ele desliga o sabre de luz e se vira para ir embora. Anakin tenta encontrar palavras. Os sons dos gêiseres de lava são altos.

Anakin (gritando)

Não me arrependo das escolhas que fiz, Obi-Wan, mas sei que não deveria ter terminado assim.

Obi-Wan se vira. Lágrimas se formam.

Obi-Wan (gritando)

Agora é tarde para conversar, Anakin. Suas ações destruíram a Ordem Jedi e as Casas de Comércio. Todo o universo está pagando caro com seus atos nesse momento. Pense em Owen agora. Imagine o rosto dele quando eu contar o que tive que fazer.

Anakin rasteja, sem forças, mantendo o olhar em seu antigo mestre.

Anakin

Eu sei que ela está grávida. Senti isso na Força na última vez que a vi. Entregue o sabre de luz para meu filho quando ele puder ser treinado. Guie a criança Obi-Wan. E Owen… diga ao Owen que me arrependo, eu deveria tê-lo escutado.

Anakin levanta o sabre de luz desativado na direção de Obi-wan, que relutante, se agacha e pega a arma jedi.

Obi-Wan

Farei isso Anakin, e nada mais. Te deixarei aqui para morrer, acompanhado apenas de seu orgulho doentio e não ficarei me culpando pelo o que houve aqui hoje.  São consequências de seus atos e você sabe disso.

Um gêiser explode próximo deles. Obi-Wan olha para sua nave estacionada na plataforma. E se vira, fazendo o que restou da capa com o brasão do esquadrão, oscilar com o vapor quente.

Obi-Wan (cont)

Adeus Anakin, você foi como um irmão para mim. Minha missão de deter você termina aqui.

Anakin fecha os olhos sem forças.

Obi-Wan caminha para a nave na plataforma, entra e aciona o computador de bordo que pisca inúmeros alertas. Sentado, ele olha o sabre de luz de Anakin mais uma vez e chora sozinho.

FADE OUT

Como destoa na trilogia nova: essa cena do embate final entre os dois no filme é terrível, coreografia ruim, cenário ruim, CG ruim, ladainha sobre O Escolhido, ladainha sobre higher ground e Anakin descabelado gritando “eu te odeio! ”. Chorando e babando. Péssima escrita e péssima atuação.

7.ª afirmação: “Seu tio temia que seguisse alguma cruzada idiota e idealista como seu pai fez. ”

Como soa: Cara, o que significa essa cruzada idiota e idealista afinal? Não temos pistas sobre o que seria isso, talvez a ideologia do Imperador fosse destruir as Casas Mercantes dizendo que o monopólio dos recursos era errado, e que Anakin deveria ajudá-lo destruindo os clones-patriarcas e por fim, os jedi que estavam protegendo as casas. Acredito que daria para emendar numa cena muito legal onde cada jedi era designado para proteger cada uma das casas e seus respectivos regentes.

Como destoa na trilogia nova: Anakin nunca seguiu uma cruzada idealista mas confesso que tudo o que ele fez foi bem idiota. Essa frase simplesmente não significa nada para gente no cenário atual.

8.ª afirmação: “O sabre de luz de seu pai, uma arma jedi. Uma arma elegante para dias mais civilizados. ”

Como soa: como mencionei minha referência quando criança, sempre foram os cavaleiros templários e os samurai. Por isso, a espada (que é um símbolo fálico, como ensinado pelo tio Freud) era também um símbolo de honra, como uma katana para o samurai. Até me fazia lembrar do episódio do Jiraya em que o Manabu perde a Espada Olímpica e o Toha fica desesperado. Era, em suma, um símbolo de responsabilidade e disciplina.

Podemos até mesmo compará-la aos sabres de cavalaria napoleônica. A espada era um último recurso, estava ali mais como status militar e glamour. Os próprios usos levianos da arma nas mãos de Luke (para cortar abrir passagens, se soltar do gelo) e de Han (para cortar carne de Tautau), são parte do argumento que diz: esses são os novos tempos, em que aquela arma é usada para praticidades, já se foram os dias de glória. Acho bem adequado esse discurso.

Como destoa na trilogia nova: os sabres são usados “à caralha”, nunca são desligados. Se alguém peidar na sala, eles são prontamente ativados. Porra!

9.ª afirmação: “Por mil gerações os jedi foram guardiões da paz e justiça na Velha República.”

Como soa: Acredito que significa que desde sempre os jedi foram um símbolo de tradição, de pacificadores e até filósofos. Pode ser que até depois de um julgamento eles decapitem o acusado com o sabre de luz, o que faria bastante sentido.

Como destoa na trilogia nova: na era da República os jedi são lacaios e idiotas. Já na era da Velha República eles são mais lacaios e mais idiotas. Assim não dá!

Agora, vem a polêmica de verdade, com Luke perguntando: “Como meu pai morreu, velho doido?”

10.ª afirmação: “Um jovem discípulo meu chamado Darth Vader traiu a galera e matou seu pai, entre outras cagadas.”

Como soa: essa fala é linda, pois não sei dizer quem titubeia: se é Obi-Wan ou se é o próprio Alec Guiness. A grande verdade é que já vi em alguns lugares que George Lucas o tempo todo sabia que Darth Vader era o pai de Luke, outras fontes, dizem o contrário. De que isso foi decidido com o sucesso do filme e com o andar do próximo roteiro. Mas o fato é que aqui sentimos uma quebrada na atuação do Sir Alec mesmo, como se tivesse trocado o eixo de verdade/mentira. Acho que é ele está contando conscientemente uma mentira, até porque não acho que seria ideal falar ali na cara no meio do deserto que o Lorde das Trevas do Império é seu pai!

Como destoa na trilogia nova: a cena do nascimento, morte da esposa de Anakin e esconderijo das crianças são muito corridas. Além do mais, da maneira como ele fala, a morte dos jedi foi algo gradual, que demandou tempo e esforço, não da noite para o dia, como mostrado na Ordem 66.

Bom, ainda haveriam outras coisas absurdas para apontar (como Obi-Wan não reconhecer R2-D2, Obi-Wan falar que Yoda era o mestre dele, etc) mas preferi me focar apenas nas falas dessa cena para não perder o foco e porque esse artigo está imenso!

É isso: apenas algumas coisas que me irritam ao rever essa cena e ver quando de expectativa e oportunidades de coerência foram perdidas, são detalhes que podiam conectar melhor as histórias e nos fazer importar mais pelos personagens.

E vocês? Quais era suas expectativas e teorias que passavam pela sua cabeça durante essa cena?

Trabalha com Cinema e TV desde 2005 e joga RPG desde 1994, ao qual mantém uma relação de amor e ódio com D&D. Dono do podcast de cultura pop Dimensão 7.

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE
%d blogueiros gostam disto: