« Ilustrações: Universal Pictures (deck) e Photobucket (postagem).

A máquina de matar do Heroic Tier agora agora espreita o Paragon Path, muito mais poderosa depois de apenas algumas alterações. Use este monstro (ou melhor, dois deles!) e devolva o medo da morte a seus jogadores.


 

Recentemente quase matei meu grupo com dois destes bichinhos. Os jogadores os acharam tão divertidos que nem vou esperar o áudio da sessão de jogo sair na Terceira Terra, ao invés vou divulgar o Encontro aqui (provavelmente meses antes de vocês o ouvirem como Sessão de Jogo na Terceira Terra). Também serve para mostrar que , com apenas algumas alterações, um monstro pode continuar desafiador vários níveis à frente na carreira dos PCs.

Fique à vontade para copiar este monstro para vocêO cenário é um depósito (ou warehouse), que pode ser colocado nas docas de qualquer cidade (inclusive de Dark Sun, mas o Encontro não é restrito àquele cenário). Dentro, os personagens encontrarão pistas sobre o que quer que estiverem investigando (no caso da minha aventura, um manifesto contendo destino e valor de uma enorme caixa, a ser entregue numa área residencial da cidade). Mas o depósito é, na verdade, guardado por dois dos bichinhos de estimação do vilão de sua campanha (ou simplesmente do dono do lugar), dois Tembos, “importados” de Athas.

Peguei o Tembo (Dark Sun Creature Catalog, p. 94) e o modifiquei só um pouco. Ele agora é Elite ao invés de Solo e, como eu usei dois, suas auras se sobrepõem e se acumulam (como o Chillborn faz). Outras mudanças incluem o poder blending, que agora recarrega, e mais resistências (no nível Exemplar os PCs já estão começando a dar uns danos energéticos).

Um detalhe legal é que o Tembo fala! Isso mesmo, em sua lista de línguas está escrito “Common”. Obviamente isso pode ser interpretado como “entende comum”, mas eu acho que qualquer jogador iria tomar o maior susto quando, depois de um particularmente eficiente unspeakable violation, o Tembo soltasse alguma bravata como “vou rasgar sua carne em tiras, anão maldito!”


Sempre achei que os tembos se parecem mais com os Hell Hounds de «A Batalha de Riddick»

Marcelo foi criança nos anos 80, então videogame pra ele é Sega, RPG é HeroQuest e calçado é All Star. Lê ficção especulativa sempre que pode, de preferência David & Leigh Eddings, Anne McCaffrey e John Scalzi. Evita TV como a peste — exceto se estiver passando Jornada nas Estrelas ou Supernatural. Gosta mais de cães do que de gente e abandonou a carreira de professor secundarista de História para pesquisar história da saúde pública na Escola de Enfermagem da USP de Ribeirão Preto.

Facebook Twitter Google+ Flickr Vimeo Skype  

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE
%d blogueiros gostam disto: