A Warner Bros. recentemente adquiriu da Hasbro os direitos para produzir um filme baseado na franquia Dungeons & Dragons, atualmente em um hiato criativo na Wizards of the Coast.

De acordo com o portal ICv2, tudo começou com o interesse do estúdio por um roteiro baseado em Chainmail, o jogo de miniaturas que pré-data o próprio D&D. Quando a WotC comprou a TSR, adquiriu todas as licenças da empresa, incluindo Chainmail, que usou brevemente como o nome do miniature wargame que usava as mesmas miniaturas de plástico da então recém-lançada terceira edição do Dungeons & Dragons, no começo deste século.

DnD_movieEsse roteiro (que certamente irá sofrer inúmeras revisões, como é de praxe em Hollywood) foi escrito por David Leslie Johnson, responsável pelo script de Wrath of the Titans (Fúria de Titãs 2 no Brasil) e Red Riding Hood (A Garota da Capa Vermelha no Brasil). Esses dois filmes podem não ter sido exatamente geniais, mas o verdadeiro responsável pela qualidade de um filme não é o roteirista (nem os atores), mas sim o diretor e, em menor grau, os produtores; e é aí que está o problema, pois Courtney Solomon está associado à produção do filme (Solomon dirigiu o primeiro filme de Dungeons & Dragons).

Não acho que isso atrapalhe muito, porém. Se você gosta da franquia 007, por exemplo, mas tem filmes que adora e filmes que detesta entre eles, saiba que é a mesma família quem os produz desde sempre. Martin Campbell, diretor do aclamado “sério” Cassino Royale, foi o mesmo diretor do exagerado 007 Contra GoldenEye, de uma década antes. O fator mais importante, para mim, é a licença estar, finalmente, com um estúdio grande. Eu adoro os filmes caseiros do SyFy, mas já está na hora de um filme de D&D com orçamento de uns 200 milhões de dólares.

Vamos aguardar.

Fonte: ICv2.com

Marcelo foi criança nos anos 80, então videogame pra ele é Sega, RPG é HeroQuest e calçado é All Star. Lê ficção especulativa sempre que pode, de preferência David & Leigh Eddings, Anne McCaffrey e John Scalzi. Evita TV como a peste — exceto se estiver passando Jornada nas Estrelas ou Supernatural. Gosta mais de cães do que de gente e abandonou a carreira de professor secundarista de História para pesquisar história da saúde pública na Escola de Enfermagem da USP de Ribeirão Preto.

Facebook Twitter Google+ Flickr Vimeo Skype  

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE
%d blogueiros gostam disto: